terça-feira, 19 de fevereiro de 2008

Tomboy - Andróginia em grande estilo


Eu me lembrei de quando eu li as têndencias de Outono - Inverno 2008, que a transgressão iria estar em alta, foi ai que decidi falam um pouquinho sobre esse estilo Tomboy, que é baseado na androgenia, e que eu acho muito chic, o que eu quero dizer não é mulher sair totalmente de homem, e vice-versa, é misturar peças femininas com masculinas, acho que fica uma miscêlanea linda.

No inicio do século XIX começaram a surgir os primeiros indicios que a moda eria começar a seguir têndencias androginas, nesta época começaram a surgir vestidos, casequetos, inspirados no vestuário militar. E este foi apenas o íniciopara que o vestuário femenino mergulhasse de vez dentro do guarda roupa masculino.
Na Belle Époque mais traços pelo gosto masculino, com o surgimento dos automovéis vieram capas que deveriam ser usadas como proteção, que tinham uma estética bem masculina. Em seguida surgiu o taillerainda mantendo formas acinturadas, os primeiros eram um casaco e uma saia tubo, que eram usadas por mulheres de escritório, as cores escuras começaram a ser usadas por mulheres propondo seriedade, enquanto ja era usada muito antes por homens.

A Segunda Guerra fortaleceu a masculização, já que as mulheres tiverem que se adaptar ao mercado de trabalho, por questão de escassez. As sufragistas (mulheres que lutavam pelo voto feminino) usavam gravatinhas com camisa como os homens, que combinava com o seu ideal de emancipação feminina.

Na década de 20 Gabrielle "Coco" Chanel, quis reproduzir o seus estilo em suas roupas para outras mulheres, se inspirou no vestuário masculino, que fez muitos vestidos com botões, casacos masculino, e acrescentou o uso da gravatinha borboleta pelas mulheres, foi ela que introduziu calças (em estilo pijama espirado em odaliscas e e calças bufantes usadas com meis por esportistas) no vetuário femeninos, mas começou ser muito usada nos anos 30.

Foi a estrela e ousada Marlene Dietrich, que popularizou de vez o terno femenino e a calça, no inicio ela escandalizava a sociedade com o seus estilo androgino, mais depois passou a ser imitada por todas. Nesse epoca e muito usada as calças pantalonas, bermudas e shorts em áreas litoranias em lazer.

Mais uma vez com a explosão do rock, o Rockabilly, fez com que jovens rapazes e garotas aderissem a calça jeans e a camiseta, as meninas também passaram a usar a sai estilo cigarrete.
Nos anos 60, foi lançado o uma versão de smoking feminino por Yves Sant Laurent. Apartir daí tudo ficou mais liberado nos 70 e 80 mais uma vez as mulheres competem com os homens no mercado de trabalho e seus casacos ganham ombreiras para ficar mais masculinizada.

Hoje temos o Tomboy, estilo meio moleque que começou na inglaterra nos escritórios (é sempre assim) e universidades, os estilo e uma mistura de vestuário feminino + masculino equelibrados, as peças mais usadas são: coletes, boinas, calças xadrez e modelos sociais, e entre outras peças.
Nunca se vestir toda de homem, essim o look bem elaborado, apenas com alguns toques masculinos, para dar classe e sensualidade ao look.

3 comentários:

modaparatudo disse...

sou mulherzinha demais para aquela androginia mais Bowie, mas super aprovo os terninhos!

Beijocas.

Gi Tomaz disse...

os terninhos as x ficam legais sim...mas no meu caso , acho q sou glam d+,hauahaua

me empolguei,vou escrever escrever sobre as bonecas de pinto do hard rock , q eu tanto adoro !!!!!!!!!!!Aguardem, safadinhaaaaas ...rsrsss

bjux !!!!!!!!

Rachel disse...

A eu também sou muito mulhersinha, mais ate que eu gosto de algumas peças inspiradas no vestuário masculino!!!

UUUUI Bonecas de pinto!!!
ahhahahah


Beijões